Agricultores liberam BR-364 após 13h de manifestação


Manifestantes cobram cumprimento de compensação por hidrelétrica. ESBR teria concordado em participar de audiência com MAB em Brasília.

Depois de mais de 13 horas de manifestação, produtores rurais dos ramais Primavera e Santo Antônio, em Jacy-Paraná, a cerca de 100 quilômetros de Porto Velho, liberaram o trecho da BR-364 que estava bloqueado desde às 4h15 da manhã desta quarta-feira (25). Os manifestantes alegam terem sido atingidos pela instalação da Usina Hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, e pedem compensação pelos prejuízos sofridos.

O bloqueio, que gerou congestionamento de aproximadamente cinco quilômetros, segundo a Polícia Rodoviária Federal, só terminou por volta das 17h30 quando um engenheiro da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau, compareceu ao local e conversou com os produtores rurais.

De acordo com Inspetor Alair Saraiva, da PRF, que participou da reunião, o engenheiro – identificado apenas como Vladmir – prometeu que a ESBR vai participar de uma audiência pública, no próximo dia 10, em Brasília, para conversar com representantes dos movimentos sociais, incluindo o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Procurada pelo G1 no início da noite, poucos minutos após o fim do bloqueio, a assessoria da ESBR manteve a informação dada no período da manhã, de que a concessionária não recebeu nenhuma reivindicação dos produtores.

O bloqueio da rodovia, segundo a PRF, foi organizado pela Associação dos Produtores Rurais Extrativistas do Rio Castanho e Madeira (Asprecam) e terminou sem maiores incidentes. “Os produtores colocaram pneus queimados na rodovia e bloquearam a passagem dos veículos, mas não houve violência”, atestou o inspetor Saraiva.

Fonte: G1 – Toni Francis

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação