Prefeitura confirma sorteio de novas casas para famílias carentes ainda este mês


Por meio da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação (Semur), a prefeitura de Porto Velho confirmou na tarde desta tarça-feira (15), que está prestes a entregar as unidades habitacionais do empreendimento Porto Madeiro I, localizado na Rua Humaitá, bairro Socialista, setor Leste da cidade.

Conforme a secretária Márcia Luna (Semur), o sorteio dos imóveis será feito no próximo dia 22 de março. Posteriormente as famílias sorteadas farão a vistoria nos imóveis para saber se está tudo certo com a construção. “Feito isso, os próximos passos serão a assinatura dos contratos e entrega das chaves”, declarou. Ela acrescentou que nesse caso o Município conta com a parceria do Estado.

Destinado a famílias com renda mensal de até R$ 1.600, o Porto Madeiro I é formado por 19 blocos e 304 apartamentos com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O local também é equipado com salão de festas, dois parques infantis, guarita de segurança, dois quiosques e lixeira. O valor das prestações mensais fica entre 25 e 80 reais.

Mais casas

Ainda segundo Márcia Luna, o condomínio Cidade Todos IX, na Rua Osvaldo Ribeiro, mesmo bairro e região de Porto Velho já está com a demanda toda selecionada para ocupar os 240 apartamentos. Tal como o Porto Madeiro I, falta o sorteio dos endereços, vistoria, assinatura dos contratos e entrega dos imóveis. Em situação idêntica estão as 47 casas do empreendimento Fnhis IV, na mesma rua. Ambos de responsabilidade da gestão municipal.

Semur_Habitações_800px4DSC01432_001De acordo com a representante da Semur, já foram entregues os 448 apartamentos dos empreendimentos Porto Madeiro III e IV. Após concluir a entrega do Porto Madeiro I, ficará faltando apenas duas etapas a serem entregues, a segunda e a quinta.

Luna esclarece que os condomínios Cidade de Todos I e II foram entregue na gestão passada, mas havia uma pendência em relação ao projeto social, que já está em fase de conclusão. Esse projeto consiste em ensinar as famílias a conviver no novo ambiente, eleger associação de moradores para cuidar dos interesses comuns e revitalização da área verde. “No Cidade de todos III a obra foi paralisada recentemente”, lamentou.

Nas demais etapas do Porto Madeiro (2ª e 5ª), Porto Belo (da 1ª a 4ª) e Porto Fino a demanda de famílias está sendo fechada. No caso da 5ª etapa do Porto Madeiro e também o Porto Fino serão ocupados por famílias retiradas das áreas de risco,

Novos cadastros

Márcia Luna garante que ainda nesse primeiro semestre de 2016, a prefeitura de Porto Velho em parceria com o governo estadual farão uma chamada pública para cadastrar famílias que necessitam de moradias, a serem selecionadas para os próximos empreendimentos habitacionais.

Conforme critérios estabelecidos em lei, deverão ser selecionadas as famílias onde existem pessoas com deficiências, famílias comandadas por mulheres, moradores de áreas de risco, famílias com filho em idade inferior a 18 anos, famílias com pessoas acometidas de doenças crônicas e incapazes para o trabalho e famílias inscritas no Cadastro Habitacional há mais de dois anos, após julho de 2009.

Fonte: Comdecom/Augusto José | Fotos  Frank Nery

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação