MP faz nova denúncia contra Roberto Sobrinho na Operação Luminus


O Ministério Público do Estado de Rondônia apresentou na terça-feira (4), mais uma denúncia contra o ex-prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, decorrente das investigações realizadas na Operação Luminus. Sobrinho e outras sete pessoas devem responder por crime de peculato.

Segundo o MP, a denúncia tem base nos procedimentos investigatórios para apurar irregularidades em três processos licitatórios da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur). As licitações eram destinadas à suposta aquisição de materiais para utilização na fábrica de artefatos da empresa pública referente ao ano de 2010, quando teriam sido empregados R$ 231.412 oriundos dos cofres do município.

Para o MP, as contratações das empresas, ocorreram mediante processos licitatórios fraudulentos e direcionados para o favorecimento pessoal da organização criminosa que atuava dentro da própria empresa pública.

Esta é a 48ª denúncia decorrente da Operação Luminus, operação deflagrada em abril de 2013. Segundo Sobrinho, as denúncias  versam sobre as mesmas coisas e foram fragmentadas apenas para dar maior volume ao processo. Por telefone, o ex-prefeito disse que tem a consciência tranquila, que está sendo acusado apenas porque ocupou cargo executivo, e nega qualquer envolvimento com o suposto esquema.

“Quando soube das irregularidades demiti todo o corpo operacional de Emdur, fiz tomada de contas e eu mesmo encaminhei os documentos ao MPE. Foi através desses papéis que essa operação teve início”, explicou, salientando que nunca participou de esquemas envolvendo a Emdur. “É uma empresa independente, nunca me envolvi”, acentuou.

Fonte: G1

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação