Coração puro


“Não se turbe o vosso coração…”- Jesus

(JOÃO, 14:1.)
Guarda contigo o coração nobre e puro.
Não afirmou o Senhor: -“não se vos obscureça o ambiente”, ou “não se vos ensombre o roteiro”, porque criatura alguma na experiência terrestre poderá marchar, constantemente a céu sem nuvens.
Cada berço é início de viagem laboriosa para a alma, necessitada de experiência.
Ninguém se forrará aos obstáculos.
O pretérito ominoso para a grande maioria de nós outros, os viandantes da Terra, levantará no território de nosso próprio íntimo,
os fantasmas que deixamos para trás, vaguentes e insepultos, a se exprimirem naqueles que ferimos e injuriamos, nas existências passadas e que hoje se voltam pra nós, a feição de credores inflexíveis, solicitando reconsideração e resgate, serviço e pagamento.
Não passarás, assim, no mundo, sem tempestades e nevoeiros, sem o fel das provas ásperas ou sem o assédio das tentações.
Buscando o bem, jornadearás, como é justo, entre pedras e abismos, pantanais e espinheiros.
Todavia, recomendou-nos o Mestre: – “não se turbe o vosso coração”, porque o coração puro e intimorato é garantia de consciência limpa, e reta e quem dispõe da consciência limpa e reta, vence toda perturbação e toda treva, por trazer em si mesmo,
a luz irradiante para o caminho.

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação