TSE sugere que diplomação de Bolsonaro ocorra antes da sua próxima cirurgia


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sugeriu que a solenidade de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), ocorra no dia 11 de dezembro, um dia antes da data prevista para que o militar da reserva se submeta a uma nova cirurgia.

De acordo com nota divulgada no site do TSE, a presidência da Corte entrou em contato com o ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, que coordena a equipe de transição de Bolsonaro, para agendar a diplomação, cuja data limite é 19 de dezembro.

De acordo com a nota do TSE, Lorenzoni afirmou que conversaria com o presidente eleito e retomaria o contato com o TSE até às 12h desta quarta-feira.

Outra sugestão feita pela Corte eleitoral é que o presidente eleito e o PSL antecipem em cinco dias suas prestações de contas, que devem ser apresentadas até o dia 17 de novembro, para que haja tempo de análise antes da diplomação na data sugerida.

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação