STJ mantém condenação do “japonês da Federal”


O Superior Tribunal de Justiça decidiu manter, nesta segunda-feira (12), a condenação contra o policial Newton Hidenori Ishii, o “japonês da Federal”, e outros dois agentes, por corrupção passiva durante a Operação Sucuri, que investigou ações de contrabando em Foz do Iguaçu (PR).

Ishii chegou a ser preso em 2003 e condenado em 2009, mas continuou no serviço público enquanto o recurso não era julgado.

De acordo com as denúncias, os agentes da Polícia Federal simulavam a fiscalização em veículos em Foz. Em 2003, Ishii foi preso com outros 22 policiais, sete auditores da Receita e três policiais rodoviários federais.

Fonte: Jornal do Brasil

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação