Semusa abre programação do Setembro Amarelo


O Skate Parque, localizado na avenida Guaporé com rua José Vieira Caúla, no bairro Cuniã, foi o local escolhido pela Secretaria Municipal de Saúde para lançar em Porto Velho o Setembro Amarelo, na tarde do sábado (31), campanha nacional de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015.

Na praça, que ganhou melhorias na gestão do prefeito Hildon Chaves, a comunidade pratica diariamente exercícios físicos ao ar livre, sendo portanto, uma rotina ideal para garantir a saúde física e mental.

Exercitar-se em contato com a natureza, entretanto, não é o suficiente quando surge algum tipo de transtorno mental. Por esse motivo, a secretária da Semusa, Eliani Pasini, informou que um das propostas da campanha é incentivar quem precisa de tratamento a procurar as unidades de saúde.

“Nosso objetivo é sensibilizar a população para valorizar a vida, principalmente os jovens”, frisou ela.

JUVENTUDE

O alerta diante da juventude é motivado pelo número de casos de suicídio entre adolescentes. Desde o surgimento das redes sociais, algumas correntes que circulam no mundo digital influenciam jovens a atentar contra a própria vida.

De acordo com o Centro de Estudos Sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (Cetic), um em cada dez adolescentes brasileiros de 11 a 17 anos acessa conteúdo na internet sobre formas de se ferir, e um em cada vinte, de suicidar.

Em Porto Velho, uma das causas que vem afetando a saúde mental de crianças são as famílias disfuncionais, que é o caso de pais separados que mantém um segundo relacionamento, conforme o psiquiatra Robson, do Centro de Atenção Psicossocial Infantil – CAPSi e vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia ( Cremero).

O CAPs Infantil tem atendido pacientes de Porto Velho e de outros municípios como Humaitá no Amazonas, além do interior de Rondônia, numa média de 50 novos casos por dia.

Com a campanha Setembro Amarelo, os CAPs vão intensificar a programação voltada ao atendimento à comunidade, segundo a coordenadora de Saúde Mental da Semusa, Dionéia Martins.

“O foco é prevenção e promoção à saúde mental e a valorização da vida”, enfatiza ela.

Fonte: Comdecom

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação