Seminário vai debater implantação de Polo Agroindustrial Tecnológico em Ji-Paraná


Com potencial produtivo ao agronegócio, localização geográfica centralizada e avanços na instalação de indústrias, estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, entre outros, a região de Ji-Paraná tem demonstrado sua capacidade de contribuir ainda mais para o desenvolvimento econômico e sustentável do estado e se tornar referência com a implantação do primeiro Polo Agroindustrial Tecnológico de Rondônia.

A viabilidade desse projeto será debatida em seminário promovido pelo governo estadual sob a coordenação da Secretaria  do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), Superintendência de Desenvolvimento de Rondônia (Suder) e empresários da região, a partir das 13h30 do próximo dia 22, na Universidade Panamericana de Ji-Paraná (Unijipa).

A ideia é despertar o interesse de representantes das classes empresarial, industrial, do comércio, de serviços e política de Rondônia ao contextualizar o forte potencial produtivo do estado e a necessidade de maiores investimentos para melhoria da inovação tecnológica com ênfase no agronegócio, por ser a base econômica da região.

“Com isso espera-se motivar a indústria e o comércio local na busca de novas tecnologias, com vistas à sua competitividade em nível nacional, melhorando e aumentando sua produção e produtividade. Isto irá refletir no incremento à circulação de valores na economia local e no aumento da receita estadual”, explicou o titular da Sepog, George Braga.

O Seminário Regional em Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável contará em sua programação com palestrantes de Rondônia e da Universidade de Taubaté (Unitau) do estado de São Paulo, que participaram só do processo de implantação dos polos de Taubaté (SP), Santarém (PA) e Gurupi (TO). Serão debatidos temas, como “A influência da Tecnologia nos Negócios Atuais, Estratégias de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável, Planejamento do Desenvolvimento de Cadeias Produtivas na Região Central de Rondônia, Startups e Inovação: a solução para o desenvolvimento sustentável na região Central de Rondônia; e Estruturas Aglomerativas, Incubadoras e Parques Tecnológicos também na região Central do estado.

Para o secretário executivo regional de Ji-Paraná, Romildo Pereira, com a implantação do polo será possível alcançar o desenvolvimento regional de maneira sustentável, por meio da implantação de incubadoras que irão capacitar as empresas a fazerem uso das mais novas e modernas tecnologias disponíveis no mercado, tornando-as competitivas nacionalmente.

O coordenador das secretarias regionais, Natan de Oliveira, destacou que a pesquisa, a capacitação, as incubadoras, novos processos tecnológicos e de inovação são essenciais para agregar valor aos produtos do estado. “Seja na área de indústrias, comércio, agronegócios ou serviços é o início de um processo onde todos investem e o estado se fortalece com perspectivas de geração de emprego e melhor desempenho em nossas exportações. Temos hoje a necessidade de diversificar os itens que compõem nossa lista de exportações, não pode uma economia moderna ter alta dependência em um ou dois itens”, lembrou Natan.

O seminário será realizado em parceria com as Secretarias Estaduais da Agricultura (Seagri), Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e a Fundação de Amparo à Pesquisa de Rondônia (Fapero); e contará com órgãos dos governos federal e municipal, instituições de ensino superior, Sistema S, terceiro setor, associações comerciais do município, entre outros.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação