SAÚDE NA ESCOLA: Autoridades defendem importância de programa


A prefeitura de Porto Velho apresentou na manhã de ontem – quinta-feira – (31), no Teatro Banzeiros, no centro da cidade, o Programa Saúde na Escola. No lançamento, autoridades da Semusa e Semed, Seduc e Sesau e conselho de educação defenderam a importância do PSE na evolução da educação e do educando. Criado em 2007, pelo Ministério da Educação, o PSE é uma política intersetorial para fortalecer ações de desenvolvimento integral, proporcionando à comunidade escolar participar de programas e projetos de enfrentamento a vulnerabilidades que comprometem o desenvolvimento pleno de crianças, jovens e adolescentes.
Em Porto Velho, sua execução ocorre desde 2012, no qual estão incluídas 60 escolas, beneficiando 30.548 estudantes, incluindo distritos. Para o secretário adjunto da Semed, Adson Kleber Santos, o programa se encaixa na gestão do prefeito dr Hildon Chaves, “que determinou a união de esforços e ações das secretarias de Educação, da Saúde e de Ação Social e da Família no enfrentamento e soluções de demandas, superando a desafios importantes como melhora no desempenho do Ideb”.

Orlando Ramires, secretário municipal de Saúde, diz que, como toda política pública de fortalecimento da educação e da saúde são fundamentais para o crescimento da sociedade. Ele defendeu igualmente o acompanhamento de desempenho, indicativos de melhoria, indo além do atendimento médico ou odontológico.

ESPERANÇA

Para a coordenadora regional de Educação de Rondônia, Irani de Oliveira, o programa representa uma esperança de propostas de melhoria para a educação. Segundo ela é preciso acompanhar não apenas a escola física, mas o emocional, o psicológico, ambiental, familiar, combatendo a violência etc..
Ao lembrar que o PSE começou, em 2013, em apenas duas cidades de RO, Porto Velho e Cacoal, atendendo a 9 mil alunos, Maria Inês Fernandes, coordenadora estadual do programa, destacou o componente que tem foco na “família, no município, no estado e no Brasil, beneficiando a sociedade como um todo a partir do interior das escolas, contribuindo, inclusive, com a melhoria do Ideb conforme as diretrizes educacionais”.
Hoje, segundo ela, o PSE cobre os 52 municípios rondonienses, atendendo a mais de 204 mil alunos em mais de 600 escolas.

Fonte: Assessoria

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação