Presidente pode anunciar novo ministro da Justiça ainda neste domingo


Presidente decide se Jorge Oliveira vai ocupar o cargo em definitivo ou interinamente Jorge Oliveira, cotado para assumir o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro – Foto: Antonio Cruz/ABr.

Presidente decide se Jorge Oliveira vai ocupar o cargo em definitivo ou interinamente

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o atual ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, homem da sua mais confiança, para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Apesar de honrado com a escolha, Oliveira ponderou sobre a necessidade de o cargo vir a ser ocupado por um jurista ou magistrado mais conhecido no mundo jurídico. O presidente está fortemente inclinado a anunciar o novo ministro ainda neste domingo, a fim de evitar acefalia na pasta.

Uma das soluções consideradas é Jorge Oliveira assumir interinamente o cargo, em substituição a Sérgio Moro, até que o presidente se decida inclusive sobre o desmembramento do ministério.

Uma das soluções consideradas é Jorge Oliveira assumir interinamente o cargo, em substituição a Sérgio Moro, até que o presidente se decida inclusive sobre o desmembramento do ministério. Nessa hipótese, Oliveira poderia chefiar uma dessas pastas.

Papel político

Advogado bem relacionado nos meios jurídicos, o novo ministro, uma vez confirmado, terá a missão de recuperar o Ministério da Justiça em seu papel político e no relacionamento com a Justiça, principalmente os tribunais superiores.

Jorge Oliveira é oficial aposentado da Polícia Militar do Distrito Federal, e se destacou na vida civil como assessor jurídico, a quem Bolsonaro consulta com primazia, nessa área.

Há muitos anos ele trabalha com a família Bolsonaro. Foi assessor parlamentar do então deputado e atual presidente, de quem seu pai foi chefe de gabinete por duas décadas.

O novo ministro da Justiça também foi chefe de gabinete na Câmara do deputado Eduardo Bolsonaro durante o seu primeiro mandato. Antes de assumir a secretaria-geral, Jorge Oliveira foi subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil no início do atual governo.

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação