Começa a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher


    O Centro de Referência Especializado da Assistência Social no Atendimento a Mulher Vítima de Violência Doméstica – CREAS Mulher da secretaria de Assistência Social da prefeitura de Porto Velho, iniciou nesta quarta-feira,25, no auditório do Espaço Mulher, à Rua Antônio Lourenço P. Lima (antiga Venezuela), Bairro Embratel, ao lado da Maternidade Municipal Mãe Esperança, a abertura da “Campanha 16 Dias  de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.
A Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma mobilização anual, praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poder públicos engajados nesse enfrentamento. Desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a adesão de cerca de 160 países. Mundialmente, a Campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. No Brasil, a Campanha acontece desde 2003.
A diretora do CREAS Mulher, Val Albuquerque, disse que o evento objetiva, contribuir com a sociedade a cerca das reflexões e conscientização da violência que se abate e afeta as mulheres, nas mais diversas regiões do  pais e em nosso Estado.
Semas_ativismo_800px_02  O secretário municipal de Assistência Social, Solano Ferreira, falando sobre a Campanha disse que  apesar da boa legislação que temos no Brasil , como a Lei Maria da Penha, por exemplo,  faltam discussões e debates sobre os direitos e a segurança da mulher.” A realidade é que a mulher ainda sofre muita discriminação em todos os lugares, no mercado de trabalho, na política, em casa. E é preciso que cada vez mais se avance para construir políticas públicas que garantam melhores condições e igualdade para as mulheres brasileiras”, disse o secretário. “Sua presença é muito importante. Juntos podemos abraçar essa causa e dizer; ‘Não a Violência Contra a Mulher”, conclamou a Val Albuquerque, diretora do CREAS Mulher.

Por Adaides Batista | Fotos: divulgação

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação