Prazo para vacinação contra febre aftosa termina no dia 15, terça-feira, em Rondônia


A Agência de Defesa Sanitária Agrossilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) alerta os pecuaristas que o prazo para vacinar contra a febre aftosa encerra-se na próxima terça-feira (15). Já o prazo para a declaração segue até o dia 22.

Até o início da manhã desta sexta-feira (11), mais de 57 mil produtores rurais já tinham declarado a vacinação de quase oito milhões de bovinos e bubalinos no estado, o que representa 62% do rebanho rondoniense. A expectativa é que sejam imunizados mais de 13,5 milhões de animais.

“O produtor tem atendido ao nosso chamado, tem vacinado o seu rebanho e tem declarado a vacinação, comprovando mais uma vez que o produtor do Estado de Rondônia vacina seu rebanho e declara dentro do prazo da campanha oficial”, disse o gerente de Defesa Animal da Idaron, Fabiano Alexandre dos Santos.

O último caso de febre aftosa registrado no estado aconteceu em 1999, mas o presidente da Idaron, Anselmo de Jesus, ressalta que a vigilância deve ser constante. “Os produtos bovinos representam muito para a economia de Rondônia, e quando o produtor faz a parte dele, a Idaron tem como comprovar para os mercados consumidores que nossos produtos são de qualidade”.

Quem deixar de vacinar ou declarar a vacinação estará sujeito à aplicação de multas de R$ 152,72 por animal não vacinado ou de R$ 152,72 por propriedade rural caso tenha vacinado e não declarado.

Nesta etapa de vacinação, todos os bovinos e bubalinos devem ser imunizados e declarados na Idaron. Para fazer a declaração, o produtor deve levar a nota fiscal de compra da vacina e a relação do rebanho, separado por sexo e faixa etária.

O rebanho bovino de Rondônia é o sétimo maior do País, sendo o quarto maior exportador de carne bovina e oitavo produtor de leite.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação