Policlínica Oswaldo Cruz, em Porto Velho, recebe aparelhos para exames de eletrocardiograma


Olhares de satisfação da equipe da sala de eletrocardiograma revelam mudanças significativas no atendimento da Policlínica Oswaldo Cruz (POC), em Porto Velho, que atualmente experimenta um leque de melhorias beneficiando desde pacientes diabéticos, candidatos a cirurgias bariátricas, cardíacos e de ortopedia.

A POC atendeu a 780 pessoas, só na manhã desta terça-feira (10), para consultas com médicos especialistas. “Tem sido assim todo dia, e a média em geral alcança 1,2 mil pessoas”, comentou o diretor José Maria França.

Ao apresentar novos aparelhos para exames Holter de 24h da sala, ele informou que ali são atendidos, em média, de 15 a 25 pacientes por dia.

Exame complementar, o Holter é utilizado para avaliar a presença de arritmias cardíacas (distúrbios do ritmo cardíaco), tanto para mais (taquiarritmias) como para menos (bradiarritmias), bem como, irregularidades no ritmo (extrassístoles).

“Se antigamente o paciente nem bem chegava à frente do médico, agora ele tem o histórico completo no máximo em 40 minutos”, comentou França, observando que médicos conversam mais com pacientes. “Houve uma mudança de conceito, e as pessoas vêm à nossa sala para elogiar médicos, enfermeiros e demais servidores da POC”, contou.

Fonte: Secom / RO

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação