Plano para prevenção e o uso de tecnologia para segurança no Residencial Orgulho do Madeira, em Porto Velho


A segurança do complexo habitacional Orgulho do Madeira, localizado na zona leste da cidade, terá como eixo a prevenção, manutenção da ordem e repressão. A base móvel de monitoramento, ferramenta estratégica deste trabalho começou em fase de teste nesta semana.

Quando estiverem totalmente ocupados, os condomínios abrigarão cerca 16 mil pessoas, o que vai exigir uma complexa estratégia para garantir a segurança dos moradores. “É uma situação diferente. Estas famílias vêm de diversos locais, com seus projetos, seus costumes e carentes de apoio”, define o comandante do 5° Batalhão da Polícia Militar (BPM), major Rone Herton de Freitas. Ele conhece bem a zona leste. Foi comandante do Comando de Operações Especiais (COE) e está há um ano e meio no 5°BPM.

Para levar segurança aos condomínios a estratégia começa pela prevenção, que aproxima o policial da comunidade através de ações como a escolinha de futebol, que foi a primeira a ser instalada na comunidade.

A iniciativa mobiliza policiais militares que atenderão estudantes de 11 a 17 anos, que também precisarão apresentar boas notas. Segundo o major Herton, os síndicos também pediram a implantação de cursos de música e escolinha de voleibol. “O atendimento é viável, mas iniciaremos com o futebol”, diz.

O policiamento regular já existe com patrulhamento feito com carros e fortalecido com o grupo que utiliza motocicletas.

SEGURANÇA COM TECNOLOGIA

300716 MONITORAMENTOO principal reforço no plano elaborado para os condomínios é a tecnologia. Um ônibus com uma central de monitoramento está sendo preparado para entrar em ação. Através dele será possível observar as ruas, os prédios e o entorno do complexo habitacional. Também estão sendo providenciadas câmeras de vídeo fixas que fornecerão ampla cobertura de visão da comunidade.

O policiamento remoto, feito por câmeras funciona no mundo inteiro e com sucesso, utiliza menos pessoal e o alcance é maior. O major Herton explica que a estratégia foi elaborada para atender os prédios do Orgulho do Madeira, mas poderá ser aplicada em outras regiões da cidade.

MAIS CUIDADOS
Os bairros da zona leste estão sob jurisdição do 5°BPM. É nesta região que se concentra parte substancial dos homicídios da capital. O comandante do batalhão, experiente no setor, explica que este tipo de crime envolve pessoas que já estão na marginalidade e que não tem apreço pela vida alheia.

“Não se pode prever estas ocorrências”, avalia o oficial. O desafio, segundo ele, é evitar que as crianças tomem o mesmo caminho, e, para isto, a interação com a comunidade é fundamental.

A escolinha de futebol vai ocupar o tempo ocioso das crianças, transmitir noções de cidadania e, ao mesmo tempo, contribuir para que não sejam cooptadas pelo mundo do crime. 

Além da parte preventiva, a estratégia se completa com a manutenção da ordem, com o patrulhamento fortalecido, e a ação repressiva, que é captura e identificação dos envolvidos em crimes para que sejam indiciados na delegacia da área e entregues à Justiça.

Fonte: Assessoria

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação