Pastores alertam para possível mudança na Sepaz, que pode trazer prejuízos


Preocupados com a suposta decisão do Governo em transformar a Superintendência de Promoção da Paz (Sepaz), em uma Coordenadoria, os pastores Carlos Augusto e Ronny Pinto, que administram a Associação Acolhedora Confrontando Gigantes e o Refúgio Canaã, respectivamente, se reuniram com o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB).

Eles mostraram que, caso a Sepaz vire uma Coordenadoria, a sua autonomia administrativa e financeira seria prejudicada, reduzindo a sua capacidade de execução de ações e de apoio e parceria com as entidades, que atuam no tratamento de dependentes químicos.

“Vamos esperar que o Governo encaminhe projeto neste sentido aqui para a Assembleia. E, caso isso ocorra, vamos mostrar que a medida poderia trazer esses transtornos aos quais os pastores se referem. Mas, essa é uma iniciativa do Executivo e o que podemos fazer é apresentar contra-argumentos”, observou Maurão.

Carlos Augusto informou que a Sepaz já atua em parceria com essas e outras entidades, oferecendo cursos, palestras, suporte técnico e outras ações. “Não podemos perder esse apoio. Nosso temor é de que essa parceria seja quebrada, com a possível mudança da Sepaz para Coordenadoria”, completou.

Fonte: ALE/RO – DECOM

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação