Para baixar o preço, Michel Temer libera a importação do feijão


Para baixar o preço do feijão nos supermercados, o governo federal decidiu liberar a importação do produto de países vizinhos do Mercosul: Argentina, Paraguai e Bolívia. O presidente interino, Michel Temer, anunciou a decisão em seu Twitter depois que uma campanha pela redução do preço do alimento ganhou força no microblog. A hashtag “TemerBaixaOPreçoDoFeijão” ficou entre os assuntos mais comentados da rede social.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que mede a variação nas capitais, o preço do feijão subiu 33,49% de janeiro até maio. No acumulado em 12 meses, a alta é de 41,62%.

Em nota, o Planalto diz que Temer fez a requisição ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. O ministro afirmou também que está sendo estudada a possibilidade de trazer o produto do México, após a assinatura de um acordo sanitário, e da China.

Ainda segundo a nota, outra medida que está sendo tomada é a de negociar com grandes redes de supermercado para que busquem o produto onde há maior oferta. “Pessoalmente tenho me envolvido nas negociações com os cerealistas, com os grandes supermercados, para que eles possam fugir do tradicional que se faz no Brasil, e ir diretamente à fonte onde tem esse produto e trazer”, diz Maggi.

Fonte: O SUL

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação