‘O mundo está virando um computador’, diz CEO da Microsoft


O CEO da Microsoft, Satya Nadella, realizou uma palestra hoje para dar início à Build 2018, a versão deste ano da conferência anual para desenvolvedores da empresa. Durante sua fala, comentando o atual estado da computação na nuvem e do uso de dispositivos conectados, Nadella disse achar que “o mundo está virando um computador”.

“Computação está começando a se embedar em cada pessoa, cada lugar, cada coisa. Cada área de vida: nossas casas, carros, trabalhos, estádios e sistemas de entretenimento. Cada indústria, desde agricultura de precisão até medicina de precisão; desde carros autônomos até drones autônomos (…) [Essas áreas] estão todas sendo transformadas”, disse ele.

Essa fala de Nadella tinha, por um lado, o objetivo de mostrar aos desenvolvedores presentes na conferência as oportunidades que a programação na nuvem Azure da empresa oferece. Segundo ele, até 2020 uma fábrica conectada deve produzir cerca de um petabyte (mil terabytes) de dados por dia. Esses dados precisarão ser gerenciados e usados por programadores para auxiliar no desenvolvimento das atividades econômicas.

Reprodução

Riscos

Por outro lado, Nadella também falou sobre as responsabilidades que as empresas e desenvolvedores têm ao tratar desse imenso volume de dados. “Nós também temos responsabilidade, como indústria de tecnologia, de construir confiança nessa tecnologia”, disse. Para garantir o cumprimento dessas responsabilidades, o CEO da Microsoft acredita ser importante focar em alguns pontos.

Privacidade é o primeiro ponto que ele levantou. Nadella diz que se trata de um “direito humano universal”, e que por isso os usuários devem ter controle total sobre os dados que compartilham com as empresas. Nesse sentido, ele disse acreditar que o GDPR, a nova legislação europeia sobre uso de dados dos usuários, é uma “boa e razoável legislação”. Curiosamente, a Microsoft está sendo processada pelo Ministério Público Federal do Brasil por conta da forma que trata os dados de seus usuários do Windows 10.

Além disso, Nadella falou também da responsabilidade de se criar uma inteligência artificial responsável e ética. “Não devemos pensar no que a inteligência artificial pode fazer, mas no que ela deve fazer”, disse.  Finalmente, o último ponto mencionado por ele foi a cibersegurança: nas palavras do CEO da Microsoft, o setor de tecnologia “precisa agir com responsabilidade coletiva para ajudar a manter o mundo seguro”.

Fonte: OlharDigital

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação