‘Mulher não renuncia’, ironiza Dilma em ato do MTST


“Mulher não renuncia, porque mulher não cede na luta”, afirmou a presidente afastada Dilma Rousseff nesta sexta (8), em evento no MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) em Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

A petista ironizou a renúncia do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, nesta quinta-feira (7). “Pediram, insinuaram, até pressionaram para eu renunciar. Jamais faria isso, sabe por quê? Porque o povo me deu 54 milhões de votos.”

Não foi a única alusão ao peemedebista feita pela presidente afastada, que reafirmou estar sofrendo uma injustiça no processo de impeachment. “Eu sou inocente, não tenho conta na Suíça, nunca roubei”, afirmou –Cunha é acusado de possuir contas abastecidas com desvios da Petrobras no país europeu.

Dilma participou da manifestação no condomínio João Cândido, empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida para entidades, e acusou o governo interino de Michel Temer de querer destruir o programa. “Eles querem acabar com o Minha Casa, Minha Vida. “Querem acabar com a faixa um [que prevê moradias para famílias com renda de até R$ 1.800], e isso é acabar com o programa.”

Segundo ela, a gestão de Temer está fazendo um “desmonte das políticas sociais”.

Em 17 de maio, logo após assumir interinamente a Presidência, Temer revogou a construção de 11.250 habitacionais do programa.

No dia seguinte, o ministro Bruno Araújo (Cidades) afirmou que o governo iria relançar o segmento do programa Minha Casa, Minha Vida voltado a entidades.

PRISÃO

Cunha também veio a tona no discurso de Guilherme Boulos, coordenador do MTST. Ele afirmou que Cunha havia planejado “nas sombras” a retirada Dilma do Planalto, e debochou do choro do deputado em sua renúncia. “Eram lágrimas de crocodilo. Nós queremos vê-lo chorar na cadeia”, afirmou, enquanto o público de milhares de membros do movimento ovacionava.

Ele também criticou a suposta tentativa do governo Temer de acabar com o Minha Casa, Minha Vida e afirmou que o MTST fará manifestações em julho contra a gestão interina.

ENTIDADES

O condomínio João Cândido, com apartamentos de até 63m², possui os maiores apartamentos construídos pelo programa para a faixa um do Minha Casa, Minha Vida, que atende famílias com renda de até R$1.800.

Ele também é o primeiro projeto a ser construído na modalidade para entidades do programa, em que os próprios movimentos sociais se encarregam da construção das habitações.

Fonte: FOLHA

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação