Lúcia Tereza reclama do desleixo de Brasília sobre os problemas dos Estados e Municípios


Durante entrevista coletiva em Espigão do Oeste na manhã desta segunda-feira (29), a deputada Lúcia Tereza (PP) relatou sobre sua viagem a Brasília junto com a comitiva de parlamentares de Rondônia que acompanharam o procurador federal, Reginaldo Trindade (MPF), que apresentou anteprojeto para a exploração sustentável na área dos índios Cinta Larga junto a Funai, Ministério da Justiça e da Defesa.

A parlamentar citou a importância da iniciativa do Ministério Público Federal, com o apoio da bancada política do estado de Rondônia, para promover as discussões de como se chegar as alternativas para que se possa fazer a exploração de maneira consciente e sustentável na reserva Roosevelt.

Lúcia Tereza citou a receptividade por parte do ministro da justiça Eduardo Cardozo, que ficou impressionado com os relatos da atual situação em que se encontra a questão da reserva.

A parlamentar, que é uma profunda conhecedora dessa situação conflituosa na área dos índios Cinta Larga, explanou a sua preocupação com as dimensões que os fatos podem tomar se as ações por parte das autoridades não forem propostas em tempo hábil.

Lúcia Tereza gostou do posicionamento do ministro Cardozo, mas por outro lado fez uma crítica contra o sistema e o clima de desleixo em Brasília relacionado às problemáticas dos estados e municípios. “O que pude perceber é que as autoridades estão mais preocupadas com as situações pessoais e partidárias de cada um, deixando os problemas maiores para um segundo plano”, finalizou.

Fonte: Decom / ALE

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação