Lançamento do Projeto de Desenvolvimento da Cultura da Mandioca reúne mais de 300 produtores


A Prefeitura de Porto Velho, por iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagric), promoveu, ontem (12), o lançamento do Projeto de Desenvolvimento da Cultura da Mandioca, um dos pilares da administração Hildon Chaves.

O projeto é de responsabilidade da Semagric, na pessoa de seu titular, Luis Cláudio Pereira. O evento aconteceu na sede da Associação de Agricultores do Reassentamento São Domingos, na Estrada do Jatuarana. Mais de trezentos produtores estiveram presentes.

Segundo o presidente da Associação São Domingos, Luis Paulo Afonso, o Cangalha, a proposta apresentada pela Prefeitura, através da Semagric, em parceria com a Embrapa, Emater e Banco da Amazônia, reanima os produtores de mandioca de todas as regiões do município.

“As perspectivas agora são diferentes, porque temos garantia de acesso a crédito, estradas confiáveis, assistência técnica, possibilidade de industrialização e até mesmo certificação de qualidade”, disse Luis Paulo, em nome de aproximadamente vinte associações presentes.

Representando o prefeito Hildon Chaves, o secretário Luis Cláudio agradeceu a presença de todos, explicando que o Projeto é uma iniciativa séria e que terá investimentos na preparação dos terrenos, correção de solo com calcário e assistência técnica.

Ele lembrou que os projetos e programas de incentivo desenvolvidos pela Semagric só estão sendo possíveis graças a emenda parlamentar de R$ 3 milhões, de autoria do próprio secretário, quando era deputado federal, e ajuda dos vereadores, no ato representados pelo presidente da Casa de Leis, vereador Edwilson Negreiros e pelo vereador Bengala. “A Câmara ajudou na readequação da pasta, que deixou de ser subsecretaria para virar secretaria, e na autorização para que o prefeito fizesse remanejamento de recursos”, disse Luis Cláudio.

O principal objetivo do Projeto de Mandiocultura é aumentar a produção de 10 toneladas por hectare para pelo menos 25. Isso será possível com o uso de variedades modificadas, correção do solo e assistência técnica. Por isso se faz tão importante a parceria com Embrapa e Emater.

Estiveram presentes na solenidade o vice-presidente da Emater, José de Arimatéia, o gerente regional, Hilton Neves, o Coordenador de Agricultura Familiar da Seagri, Victor Paiva, o representante da Embrapa, Francisco Chagas, o presidente da Central de Associações de Produtores Rurais de Porto Velho, Pedro Bordallo, o Secretário Executivo do Conselho de Desenvolvimento Rural (CEDRS), José Neves Sobrinho, o presidente do Banco do Povo, Manoel Serra e o gerente de crédito rural do Basa Diego Brito.

Na ocasião, Diego Brito explicou aos presentes uma série de procedimentos para se ter acesso ao crédito agrícola dentro do programa Agricultura Familiar, um dos pontos fundamentais para que o Projeto de Desenvolvimento da Cultura da Mandioca em Porto Velho tenha sucesso.

fonte: Comdecom

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação