Janeiro terá noite com Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue. E tudo ao mesmo tempo


O mês de janeiro terá uma noite especial e muito rara. O mundo todo poderá observar a Superlua, a Lua Azul e a Lua de Sangue juntas no dia 31. É a primeira vez que esse fenômeno ocorre em 150 anos.

Lua Azul não é um evento astronômico. Ela representa apenas um ciclo lunar especial onde a lua cheia aparece duas vezes no mesmo mês.

Isso ocorre por conta da diferença entre o calendário do ciclo, que tem 29,5 dias de média, e o gregoriano, que nós usamos, que tem entre 30 e 31 dias. De tempos em tempos, essa desigualdade causa o efeito da Lua Azul.

Lua de Sangue é o nome dado para o satélite natural durante o eclipse lunar total. Nesse caso, a lua perde a sua cor brilhante e branca, ganhando um tom mais avermelhado.

O fenômeno poderá ser visto em qualquer lugar do mundo, desde que o céu esteja aberto o bastante para não obstruir a visão.

Vale lembrar que, quanto mais escuro o ambiente que você estiver for, mais detalhes do céu ficam visíveis a olho nu.

A Superlua se aproxima mais da Terra que a lua comum

A Superlua se aproxima mais da Terra que a lua comum

A Lua de Sangue tem um tom avermelhado

A Lua de Sangue tem um tom avermelhado

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação