Governo de Rondônia fortalece artesanato com cadastro de artesãos e movimenta cerca de R$ 500 mil com realização de feiras


As feiras de artesanato e participação de artesãos na 6ª Rondônia Rural Show fez com que o segmento artesanal movimentasse quase 500 mil reais no primeiro semestre de 2017, com a realização de cinco feiras . Até o final do ano a expectativa é de que o valor dobre com a realização de 10 feiras programadas. As feiras de artesanato já foram realizadas em Cacoal, Ji-Paraná, Rolim de Moura, Rondônia Rural Show e Vilhena.

Artesãos são os trabalhadores que transformam a matéria prima bruta em um produto com acabamento. Trabalhador manual, em muitos casos não transforma essa matéria bruta, no geral seus objetos usam materiais que passaram por um processo industrializado. No entanto, ambas as áreas de trabalho estão inclusas no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab) do Programa de Artesanato de Brasileiro (PAB) da coordenadoria de artesanato da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) em parceria com o Governo Federal.

Desde 2016, quando começou o Sejucel Itinerante, até o primeiro semestre de 2017, foram realizados mais de mil cadastros em pouco mais 13 municípios: Ariquemes, Cabixi, Cacoal (também incluso aldeias indígenas), Costa Marques, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto, Pimenteiras, Presidente Médici, Porto Velho, Rolim de Moura e Vilhena, no que possibilitou a criação das Feiras Regionais de Artesanato de Rondônia. Atualmente seis feiras já foram realizadas, e a Sejucel pretende realizar cerca de 10 feiras ainda neste ano. “As feiras de artesanato são oportunidades que os artesãos têm de expor seus produtos para Rondônia e outros estados”, diz o superintendente da Sejucel, Rodnei Paes

Rondônia é o estado que mais cadastra artesãos, de acordo com a coordenadora de artesanato Wéllida Sodré. A posição de primeiro colocado foi possível devido a itinerância que vai em busca dos artesãos que vivem em comunidades e aldeias. “O que tem feito muitos artesão buscarem o cadastro para emissão das carteiras sãos as feiras que o governo têm realizado”, fala a coordenadora.

Os artesãos que pretendem participar das feiras, devem possuir a carteira de artesanato e para, adquirir, devem procurar a coordenadoria de artesanato na administração do Teatro Palácio das Artes e apresentar os documentos pessoais – RG, CPF, comprovante de endereço –  e realizar uma mostra de como é feito seu produto. A carteira é emitida de forma gratuita e isenta artesãos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e pode ser usada como fonte de comprovação de renda para algumas empresas.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação