Governador acompanha atendimentos em saúde dos Doutores sem Fronteiras no distrito de Surpresa, em Guajará-Mirim


Pela quantidade de pessoas aguardando na margem para fazer a triagem para atendimentos já podia se ter ideia da importância da unidade de saúde fluvial na localidade de Surpresa, distante cerca de 200 Km de Guajará-Mirim. O distrito foi o segundo a receber os atendimentos do Barco Hospital Wálter Bartolo, em parceria com a ONG Doutores sem Fronteiras. Em dois dias de atendimentos entre as comunidades de Surpresa e Deolinda, mais 300 procedimentos já haviam sido feitos, sendo a maioria nas especialidades de endodontia e oftalmologia.

O governador Marcos Rocha e o secretário de Saúde, Fernando Máximo, acompanharam os atendimentos na comunidade de Surpresa e na ocasião o governador conheceu o equipamento Cad Cam, levado para a região pela ONG Doutores sem Fronteiras. O equipamento é o que há de mais avançado  em tecnologia de ponta que proporciona a confecção de próteses dentárias em minutos.

“Um equipamento como este em meio à selva Amazônica, que escaneia toda a arcada dentária e desenha a prótese dentária possibilitando o reparo no mesmo dia – evitando, que essa pessoa tenha que se deslocar até a cidade para fazer o tratamento – é de uma importância imensurável, por isso a necessidade de parcerias como está em que o grande beneficiado é a população”, disse o governador.

Comitiva conhece a estrutura do Barco Hospital Wálter Bartolo

A dona de casa, Ana Maria Feitosa foi buscar atendimento para ela e os dois filhos de 4 e 7 anos. Foi a primeira vez que os filhos receberam atendimento odontológico. “A gente não tem condições de descer até a cidade, eu trouxe eles pro dentista e vim consultar com a médica ginecologista e fiz até ultrassonografia”, contou.

“A Sesau além de toda estrutura do Barco Hospital, Wálter Bartolo, também está disponibilizando um biomédico e técnico para realização de exames laboratoriais, bem como cinco mil litros de combustível para a unidade de saúde fluvial, a tripulação e alimentação”,  explicou Fernando Máximo, titular da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

De acordo com biomédico Cledson de lima, em dois dias cerca de 150 exames já foram realizados. “Nós fizemos todo o levantamento para suprir a necessidade durante todos os dias de viagem e estamos atendendo a demanda de acordo com os pedidos médicos, a maioria de sangue”.

A equipe da ONG tem cerca de 30 especialistas entre; odontólogos, oftalmologistas e uma ginecologista. Caio Machado, presidente da ONG Doutores sem Fronteiras explicou que  essa é a primeira vez que acompanham a equipe os especialistas em oftalmologia e ginecologia. “Nós vimos essa necessidade e resolvemos fazer esse projeto piloto, além da consulta com oftalmologista, a pessoa também recebe o óculos. Esperamos distribuir cerca de 300 óculos, eu fico emocionado porque tem pessoas aqui que choraram ao receber os óculos”.

Também é parceiro nesta missão a ONG Kasai, que disponibilizou profissionais para atuarem na unidade de saúde fluvial. Integraram a comitiva de visita ao Barco Hospital, o deputado estadual Jair Montes e o coronel Valdemir Carlos de Góes, chefe da Casa Militar.

BARCO HOSPITAL 

A  missão prossegue até dia 7 de julho, as ações serão realizadas também nas  comunidades de Baia das Onças, Ricardo Franco, Sotério, Barranquilla, através Unidade de Saúde Fluvial Walter Bártolo. Segundo o coordenador do Walter Bártolo, Giovani Guastala, o barco tem capacidade para 47 pessoas, possui camarotes climatizados, 10 banheiros, cozinha semi-industrial e sala de convivência.

Fonte: Gov-RO

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação