Ezequiel Júnior visita aldeias e anuncia entrega de notebooks para escolas indígenas


O deputado Ezequiel Júnior (PRB) visitou diversas aldeias em Cacoal, Alta Floresta e São Francisco, constatando como vivem os índios da região. Ele já encaminhou emendas para atender moradores de algumas terras indígenas e se comprometeu a apresentar mais algumas no Orçamento do próximo ano, e também a trabalhar através de seu gabinete para solucionar diversos problemas.

A Secretaria de Estado de Educação entregará nos próximos dias, na Terra Indígena Rio Branco, em Alta Floresta, quatro notebooks e quatro impressoras adquiridos com recursos advindos de emenda parlamentar de autoria de Ezequiel. Durante a visita, o deputado anunciou ao cacique Luiz Tupari que já está tudo certo para que a escolas indígenas recebam o material.

Na TI Rio Branco, onde existe mais de 30 aldeias, Ezequiel também conheceu a situação da estrada e passou a noite na aldeia Jatobá, onde conversou com o cacique Luiz Tupari e com lideranças indígenas de outras etnias. O parlamentar se comprometeu em ajudar a terminar a abertura de uma picada que dá acesso à aldeia Poção.

Em Cacoal, em visita à aldeia paiter suruí da Linha 9, Ezequiel Júnior conversou com o cacique Urariwe Suruí, com a liderança Gasodá Suruí, e com a presidente da Associação das Mulheres Guerreiras de Rondônia, Maria Leonice Tupari. Eles relataram ao parlamentar as dificuldades e pediram apoio. Na região há 23 aldeias.

Urariwe e Gasodá explicaram que pretendem atrair turistas até a terra indígena, para que eles conheçam o centro cultural, localizado próximo à aldeia. Ezequiel acompanhou os indígenas até o local, que contará com um local onde os visitantes possam dormir.
O deputado confirmou que apresentará emenda de R$ 200 mil para a construção da sede da Associação das Mulheres Guerreiras, em Cacoal. Leonice Tupari explicou que é necessário se organizar para melhorar as coisas nas aldeias. “Hoje é preciso dinheiro para tudo. Se nos organizarmos, vamos conseguir exportar a castanha que colhemos aqui”, destacou.

Em São Francisco, Ezequiel esteve no distrito de Porto Murtinho, onde se comprometeu em conversar com o secretário da Seduc, Waldo Alves, e com a prefeita Gislaine Lebrinha (PMDB), para que o Estado ou o Município possa ceder um motorista para o ônibus que deve levar os alunos até a escola indígena Íria dos Santos Reis. O veículo foi disponibilizado pela Seduc.

O cacique Tanadi, do povo migueleno, havia solicitado que o motorista fosse um indígena, mas Ezequiel Júnior e o deputado Anderson do Singeperon (PV) explicaram que isso não seria possível. O motorista deve pertencer aos quadros da prefeitura ou do governo do Estado.

Fonte: ALE/RO – DECOM

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação