Em meio a vaias e aplausos, Dilma dá posse a quatro ministros e Lula assume oficiamente a Casa Civil


A presidente Dilma Rousseff deu posse ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quinta-feira (17), como novo ministro da Casa Civil. Outros três ministros também tomaram posse na mesma cerimônia no Palácio do Planalto.

A petista chegou sob gritos de “não vai ter golpe”, mas, ao cumprimentar os presentes com um efusivo “bom dia”, ouviu uma vaia generalizada de manifestantes que estavam do lado de fora.

Dilma cumprimentou todos os novos ministros, mas garantiu um tempo especial para saudar a chegada de Lula à Esplanada, a quem classificou como “o maior líder político desse País”.

— Todo mundo sabe que as dificuldades muitas vezes costumam criar grandes oportunidades. As circunstâncias atuais me dão a oportunidade de trazer para o governo o maior líder político desse País. Uma pessoa que além de ser grande líder político, é um grande amigo de companheiro de lutas e de conquistas. Seja bem vindo querido companheiro, ministro Luiz Inácio, ministro Lula.

Dilma disse ainda contar “com a experiência do ex-presidente Lula, conto com a identidade que ele tem com esse País, com o povo desse país. É com isso que eu conto”.

— Conto com sua incomparável capacidade de olhar nos olhos do nosso povo e de entender esse povo, de querer o melhor para esse povo e também de ser entendido e por ele amado. A sua presença aqui, companheiro lula, prova que você tem a grandeza dos estadistas e a humildade dos verdadeiros lideres, prova que não há obstáculos à nossa disposição de trabalhar juntos pelo Brasil.

O protesto contra Lula dentro do Palácio do Planalto foi convocada pelo deputado Major Olímpio (SD-SP). Ele foi retirado do local pelos seguranças. Logo no início do seu discurso, Dilma explicou que Jaques Wagner “só anda em avião de carreira e não usa avião da FAB” e, por isso, “teve um contratempo e só chega às 11h”.

Também foram empossados os ministros Eugênio Aragão (Justiça), Mauro Lopes (Secretaria de Aviação Civil) e Jaques Wagner (Chefe de Gabinete Pessoal da Presidente da República).

Fonte: R7

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação