Detran repassa R$ 8 milhões para melhoria da sinalização de trânsito de municípios rondonienses


Como tem sido feito todos os anos, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) já dispendeu neste exercício mais de R$ 8 milhões, repassados a vários municípios de Rondônia, para investimento em sinalização e melhoria das condições de trânsito, medida que resultou, mesmo sem a precisão de informações estatísticas, em considerável diminuição dos índices de acidentes em praticamente todas as cidades de Rondônia.

Segundo o advogado Welys Araújo de Assis, diretor Administrativo e Financeiro da autarquia, a expectativa é de que pelo menos mais 11 municípios sejam beneficiados com o repasse de mais R$ 6,6 milhões, para execução de serviços de melhoria da sinalização e do fluxo do trânsito. Caso sejam firmados esses novos convênios, os recursos, assim como os que já foram liberados este ano, serão repassados à municipalidade interessada nos mesmos termos, com o mesmo objeto e prazo para prestação de contas.

O diretor explicou que, para o Detran, interessa melhorar o fluxo do tráfego, com a implantação dos serviços de sinalização vertical e horizontal, incluindo as faixas elevadas para pedestres, placas de velocidade, preferencial, indicação de estacionamentos, que são recursos e medidas capazes de organizar a circulação de veículos e pessoas nas vias públicas, e também no perímetro das escolas, dando segurança para motoristas e pedestres, e por consequência diminuindo as ocorrências de acidentes, a exemplo do projeto que foi implantado em Porto Velho e que apresentou bons resultados.

Welys de Assis informou que dos 14 municípios que receberam pouco mais de R$ 8 milhões para organizar seu trânsito, grande parte já executou seus projetos e já estão prestando contas dos investimentos. Os beneficiados desta fase foram os municípios de Ouro Preto do Oeste, Santa Luzia do Oeste, Cacoal, Rolim de Moura, Ji-Paraná, Pimenteiras do Oeste, Vale do Paraíso, Espigão do Oeste, Buritis, Seringueiras, Vilhena, Ariquemes, Guajará-Mirim e Pimenta Bueno.

O Brasil é um dos signatários do programa da ONU

Os municípios a serem beneficiados com os “prováveis” convênios, segundo informou o diretor do Detran, são Presidente Médici, Jaru, Nova Brasilândia do Oeste, Alto Paraíso, Machadinho do Oeste, Urupá, Colorado do Oeste, Guajará Mirim, Pimenta Bueno, Ariquemes e Vilhena, que juntos devem receber R$ 6,6 milhões para investimento na ampliação e melhoria dos seus sistema de trânsito.

Ele explicou que esses investimentos têm direção e atendem, inclusive, ao programa das Nações Unidas (ONU) “Década de Ações para a Segurança do Trânsito 2011/2020”, que integra 90 países e do qual o Brasil é signatário. Este programa tem também no seu comando a Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde (OPAS/OMS) que coordena os esforços globais durante todo o período de sua vigência, monitorando os progressos em âmbito nacional e internacional, além de apoiar as iniciativas que têm o objetivo de reduzir o consumo de bebidas alcoólicas por motoristas, aumentar do uso de capacetes, cintos de segurança e a melhoria dos atendimentos de emergência, que é o problema mais relevante na maioria dos países membros.

Fonte: OlharDigital

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação