Covid-19: números no Brasil sobem 20% de um dia para o outro. EUA superam a China em total de casos


Donald J. Trump, Presidente dos Estados Unidos da América.

Em apenas um dia, apareceram 482 novos casos de covid-19 nos números oficiais do Ministério da Saúde. Eram 2.433 casos ontem e nesta quinta (26) são 2.915. Isso corresponde a um aumento de 20% no total de casos em 24 horas, o que é uma taxa muito alta. A pandemia chegou a todos os estados brasileiros.

É uma informação grave. A China, país mais rico e com melhores materiais, mais recursos tecnológicos e profissionais mais qualificados, demorou três meses para controlar o surto causado pelo novo coronavírus, em apenas uma cidade (Wuhan), numa província (Hubei) de 60 milhões de habitantes.

Isolou tudo, parou transporte público, manteve apenas as atividades essenciais, e o próprio Estado se encarregou de levar para as pessoas comida e tudo o mais para atender suas necessidades básicas.

Não se trata de uma questão ideológica. Mesmo fazendo tudo isso, a China acumula 81.285 casos e 3.287 mortes.

A Coreia do Sul, que é capitalista, fez a mesma coisa, parou tudo, mantendo só o essencial e colocando o Estado em ação para garantir que ninguém tivesse necessidades de abastecimento. Tem 9.137 casos e 120 óbitos.

A Europa e os Estados Unidos resolveram fazer o chamado “isolamento vertical”, ancorados na ilusão de que é possível manter a economia funcionando quase normalmente e mantendo em quarentena as populações mais vulneráveis: idosos, hipertensos e portadores de doenças respiratórias. Em algum momento essas pessoas, de fato mais expostas à síndrome, se encontraram com as outras, e cresceu a incidência de covid-19 mesmo em faixas etárias inferiores.

Estados Unidos ultrapassam China

Os EUA já somam 82.404 casos confirmados, tornando-se assim o país com mais casos de covid-19 no mundo. Levantamento da John Hopkins, divulgado pelo G1, mostra que a China conta com 81.782 casos confirmados, enquanto a Itália tem 80.589.

Para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o aumento é resultado dos testes em massa aplicados pelo país. Em coletiva na tarde desta quinta-feira (26), o presidente norte americano ressaltou não saber quais são os números reais. “No fundo não sabemos quais são os números reais da doença, mas nós testamos um grande número de pessoas e a cada dia vemos que nosso sistema funciona”, declarou.

Atrás da cortina tem mais

O presidente dos Estados Unidos alertou a população de que a situação por lá deve ser ainda pior do que parece. “Centenas de milhares” de pessoas, segundo Trump, estão com coronavírus e por apresentar poucos ou nenhum sintoma, não fizeram o teste e não entraram nas estatísticas. “Muitas pessoas têm [coronavírus]. Acabei de falar com duas pessoas que tiveram… Elas nem foram para o médico”, contou Trump.

O presidente utilizou este exemplo para defender sua guinada na contramão do restante do mundo, e justificar a redução das medidas de isolamento e reabertura do comércio.

Nas últimas 24h morreram 237 pessoas por covid-19 nos Estados Unidos, já são 1.170 mortes no país desde o início do surto.

Veja a distribuição dos casos no Brasil por estado:

São Paulo: 1052
Rio de Janeiro: 421
Ceará: 235
Distrito Federal: 200
Rio Grande do Sul: 168
Santa Catarina: 122
Bahia: 104
Paraná: 102
Minas Gerais: 153
Amazonas: 67
Pernambuco: 48
Espírito Santo: 39
Goiás: 39
Mato Grosso do Sul: 25
Acre: 24
Rio Grande do Norte: 19
Sergipe: 16
Pará: 13
Alagoas: 11
Mato Grosso: 11
Maranhão: 10
Piauí: 9
Roraima: 8
Tocantins: 7
Rondônia: 5
Amapá: 2

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação