Convênio: Casa Família Rosetta vai receber 110 mil


A Prefeitura Municipal de Porto Velho,  via secretaria mnicipal de Assistência Social, firmou convênio no valor de 110 mil reais com a Casa Família Rosetta para contribuir com  o serviço –  dentre outros serviços sociais que a entidade presta – de reinserção social de mulheres em situação de dependência química.
Semas_Previdenciario_800px4Foto 01 - DPU e Semas (1)_001
O secretário municipal de Assistência Social, Solano Ferreira, juntamente com a Presidente,   Claricéa Soares e a Diretora Geral , Giuseppina Maria Fulco, da Casa Família Rosetta, numa pequena solenidade na sala da sede entidade, na última sexta-feira,  assinaram o convênio de 110 mil reais.
A dependência química é definida pela 10ª edição da Classificação Internacional de Doenças , da Organização Mundial da Saúde (OMS), como um conjunto de fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos que se desenvolvem após o uso repetido de determinada substância.
A dependência pode dizer respeito a uma substância psicoativa específica (por exemplo, o fumo, o álcool ou a cocaína), a uma categoria de substâncias psicoativas (por exemplo, substâncias opiáceas) ou a um conjunto mais vasto de substâncias farmacologicamente diferentes.
É necessário  que o indivíduo com dependência química procure ajuda com profissionais da saúde quando ocorrem situações nas quais a substância está influenciando negativamente a saúde física e/ou rotina, funções acadêmicas e/ou profissionais e as relações pessoais.
É justamente esse trabalho de reinserção social de mulheres em situação de dependência química que é realizado pela Casa Família Rosetta e que a Prefeitura contribui para a manutenção e a melhoria do serviço.
Para o secretário de Assistência Social,  é importante esse tipo de parceria para o município que precisa prestar esse serviço e não tem a unidade, enquanto a Casa Familia Rosetta tem a unidade e, como se sabe, tem dificuldades de recursos para a manutenção. “ Dessa forma nos juntamos e assim prestamos um melhor serviço nessa área de reinserção social de mulheres em situação de dependência química”,  disse Solano Ferreira.
Fonte: Comdecom/  Adaides Batista 



0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação