Comportamento de um fora da lei?


O PT brinca com a sociedade. Subestima a inteligência de todos e age sub-repticiamente. Passa para todos a defesa de uma democracia, enquanto nos bastidores trama contra as instituições nacionais, em atos voltados para uma verdadeira ditadura.

Criaram meios para autofinanciamentos aos seus objetivos, com recursos ilícitos tomados de empreiteiras tradicionais e respeitadas no exterior.

Uma pena que donos e excecutivos dessas organizações privadas tenham entrado no conto do vigário. Tudo para se manterem eternamente no poder. Usaram programas sociais, mal fiscalizados, para mostrar uma preocupação social.

“Protetor dos pobres”, sacrificando o país e enchendo seus bolsos pessoais. O pobre almeja uma vida digna e não usada para outros fins. Essa turma que assaltou o país são criminosos sob vários aspectos. Falam em Constituição, mas não a respeitam. Falam em democracia, mas não a praticam; criaram instrumentos de combate à corrupção, mas quando se começou a usar essas regras, anteciparam a vontade de mudanças para facilitar a vida dos seus parceiros no crime, como uma alteração na própria lei criada, um exemplo encontrado nas regras dos acordos de leniência, felizmente contestado.

Mentem para a nação, mentem até para eles mesmos. Enganam filiados honrados, que antes de serem contra atos de corrupção, são petistas de sangue. E vão ficando, segurando o barco que está afundando, orientado ou doutrinados por falsos líderes.

O ex-presidente Lula já foi um ícone mundial pelo resgate das classes mais pobres. Hoje, todos sabem, pelo que se vê em denúncias oficiais, ele não merece nem mais os títulos de honra que recebeu.

A Presidente, coitada, usada por ele, e talvez, até com a boa fé, hoje não parece mesmo ter a boa fé que muitos acreditaram. Os atos que praticou, inclusive, os de última hora antes do seus afastamento, mostrou falta de personalidade e, para alguns, até mesmo de caráter, como torrar verbas publicitárias antes do tempo.

O Presidente temporário, Michel Temer pode até ter seus defeitos. Exige-se apurações do seu possível envolvimento em atos ilícitos, mas o Brasil precisa de alguém que o conduza a paz e as novas eleições. Não eleições fabricadas para amanhã, desejo de muitos para se manterem na política suja e fisiológica.

E o Presidente Temer não pode se deixar levar pelo fisiologismo, sob pena de cair nos mesmos erros. Manifestações continuarão, exigências surgirão, muito mais de um partido que está se autodestruindo, e que tem um desejo obcecado de concluir sua revolução ideológica.

Que se entenda a estranheza de uma Presidente afastada ficar em palanques por aí difamando instituições. Seu tempo de palanque já passou. Ela deve, sim, usar todos os procedimentos legais de defesa pelos caminhos oficiais, e, não, querendo sensibilizar o mundo pelo que ela não deve, e deve muito. Dentro da lei e da Constituição Federal. O que a Presidente afastada faz, parece mais o comportamento de um fora da lei?***

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação