Com cérebro computadorizado, cachorro robô age por conta própria


O Astro é um robô cachorro de 45kg da Florida Atlantic University (FAU) que foi montado para parecer com um doberman. O modelo autônomo responde a comandos de voz como de sentar, andar e parar. “O Astro é especial porque ele é o único desses robôs com uma cabeça impressa em 3D para se assemelhar a um doberman, que contém um cérebro (computadorizado)”, disse a FAU.

A equipe do Astro não está errada. O cachorro robô da Sony, Aibo, pode até ser mais fofo, mas carrega a maior parte de seus componentes no corpo. Além disso, o Spot Mini, da Boston Dynamics, não tem sequer uma cabeça.

O Astro “pensa” a partir da inteligência artificial em seu “cérebro” e da tecnologia de aprendizado profundo de máquina. A equipe de pesquisa por trás do cachorro quer ensiná-lo a responder a sinais de mão, a cores e a idiomas variados, além de reconhecer pessoas diferentes.

Em um cenário real, o Astro poderia servir para farejar resíduos explosivos, ser um cão de guarda ou de guia e até mesmo um assistente para socorristas. A ideia é que ele se torne tão inteligente que consiga tomar decisões autônomas rapidamente baseado em um banco de dados.

 Fonte: OlharDigital

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação