Bispos chilenos suspeitos de acobertar abusos põem cargos à disposição do Papa


Ao todo, 34 bispos do Chile puseram os cargos à disposição do Papa Francisco após os escândalos de abusos sexuais cometidos por religiosos no país. Os bispos participaram de reuniões com o Papa para esclarecer o acobertamento de crimes de pedofilia cometidos no Chile.

A credibilidade da igreja despencou no país andino por causa dos escândalos. O caso envolve abusos sexuais cometidos pelo padre Fernando Karadima em uma paróquia de Santiago. Ele teve grande influência na igreja chilena e foi responsável por formar 50 sacerdotes, dos quais cinco se tornaram bispos.

Por causa dos abusos, Karadima foi condenado a uma vida de oração e penitência pela justiça do Vaticano em 2010. A justiça chilena também julgou e considerou o religioso culpado, mas o padre não foi condenado porque os crimes já estavam prescritos.

Fonte: Agencia Brasil

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação