Bancos disponibilizam mais de R$ 1 bilhão em créditos para os produtores rurais da capital


Em quatro dias de evento, de 29 de agosto a 1º de setembro, a Feira de Negócios Tecnologias Rurais Sustentáveis de Porto Velho (Portoagro) deve movimentar mais de R$ 100 milhões em créditos para o setor primário da capital e dos municípios vizinhos, segundo a Semagric (Subsecretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento).

Em parceria com o Sicoob, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco da Amazônia (Basa), a Portoagro disponibilizará mais de R$ 1 bilhão em linhas de crédito para que o produtor possa investir na compra de qualquer equipamento, do carrinho de mão ao mais sofisticado trator.

“Claro, esse recurso não será todo utilizado em uma única feira, mas o montante que deve ser investido em aquisições deve ultrapassar os R$ 100 milhões”, explicou o gerente regional da Emater-RO, Hilton Uchôa das Neves.

O lançamento oficial da feira acontece nesta quinta-feira, 2/8, às 19h, no auditório do Senac, na Rua Tabajara, Bairro Panair. Mas, enquanto o evento não inicia, os agentes financeiros envolvidos na feira realizam as rodadas de negócios, com atendimento aos produtores do Candeias do Jamari e do distrito de Triunfo, de Itapuã do Oeste e de Porto Velho, assim como os distritos de Jaci-Paraná, Nova Mutum. “Nesta quinta-feira,2, a rodada de negócios acontece na Feira Agropecuária de União Bandeirantes, para atender os produtores da região e de Jaci-Paraná”, salienta Hilton Uchôa.

Para ter acesso ao crédito, basta o produtor ter declaração de aptidão que é emitida pelo Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). “Os créditos são liberados com juros de dois e meio por cento a quatro ponto seis por cento ao ano. O Pronaf Floresta, que era de R$ 30 mil, passou para R$ 60 mil, com juro de dois e meio por cento ao ano, e o produtor não necessita de avalista nem de garantias para contratar o crédito”.

Esses eventos contam com a participação das entidades parceiras – Seagri, Emater e instituições financeiras oficiais, que ficaram à disposição para elaboração de novos projetos para serem contratados durante a 3ª Portoagro.

De acordo com subsecretário da Semagric Francisco Evaldo de Lima, a realização das reuniões de encontro de crédito é uma forma de oportunizar os agricultores para conseguirem, em tempo hábil, agilizar suas documentações junto aos bancos, a fim de obter a liberação dos projetos elaborados pelos extensionistas da Emater-RO. “Queremos que os produtores possam ter acesso ao crédito para financiar suas máquinas, equipamentos, insumos e demais bens agrícolas”, comentou Evaldo.

Fonte: Comdecom

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação