Carlos Esteves

Economista e Bacharel em Direito. Auditor Aposentado do TCE/AC e Jornalista - MTE 319/AC

18
jun
às 22:01

VERDADES DA PODRIDÃO DE EMPRESÁRIOS E POLÍTICOS

VERDADES DA PODRIDÃO DE EMPRESÁRIOS E POLÍTICOS Um mente do lado, outro mente do outro lado (?) e deixa a

01
jun
às 15:11

UMA CORREÇÃO OPORTUNA

“FOLHA  FAZ  ‘MEA CULPA’  SOBRE ÁUDIO E ATRIBUI À PGR ‘INTERPRETAÇÃO’ PARA INCRIMINAR TEMER O jornal Folha de S. Paulo

28
maio
às 14:25

AS LOROTAS DO CARVALHO

AS LOROTAS DE GILBERTO CARVALHO O homem de Lula no Palácio, há mais de dez anos, em entrevista ao jornalista

19
maio
às 13:29

BEM-VINDA, QUALQUER VERDADE DEPURADORA!

BEM-VINDA, QUALQUER VERDADE DEPURADORA! A oposição grita hoje tudo o que condenou quando Dilma foi descoberta nas suas estripulias. A

19
abr
às 0:26

Debochando das instituições

Debochando das instituições Sr. Emílio Odebrecht expôs um perfil que não se esperava. Debochou das instituições e da cultura brasileira

07
abr
às 9:59

TONELADAS DE ASSÉDIOS?

TONELADAS DE ASSÉDIOS? Foi o que se me pareceu quando a empresa sacrificou um dos seus mais antigos e talentosos

21
mar
às 9:15

NÃO SE DEVE PERDER O FOCO

Uma crise que parece não ter fim. Todas elas acertam em cheio a nossa economia. Opiniões são muitas. Algumas, com

18
dez
às 10:23

OS HOMENS PASSAM, AS INSTITUIÇÕES FICAM…COM OS SEUS LEGADOS

Um domingo de alegria por voltar a contatar com meus amigos do FACE, e o tempo ainda não vai dar

12
dez
às 12:12

AS RAZÕES DO PODER TRANSFORMAM CRIMES EM HEROÍSMOS (Rubens Alves)

O que se tem visto nestes últimos dias são atos questionáveis pela sociedade como um todo. Vimos um Presidente do

02
nov
às 16:30

UM CAÇADOR DE ESPAÇOS NA MÍDIA

Coitado, chora na derrota e nega a política, quando justificou sua ausência na eleição, porque já tem mais de 70

26
out
às 17:46

O RÉUZECO?

Não foi oportuno e muito menos inteligente a postura do Senador Renan Calheiros, ao agredir um Magistrado e um Ministro,

10
out
às 1:30

PRIMEIRO, O MEU!

Discute-se a austeridade, que, pode-se pensar, por decisões aparentemente unilaterais de um Poder, queiram aplica-la com medidas extremas, sob o