As 5 teorias da conspiração mais bizarras sobre o novo coronavírus


Mais de 254 mil pessoas foram infectadas pelo vírus ao redor do mundo (Foto: Wikimedia Commons)

Criado em laboratório? Efeito do 5G? Urina de vaca? Explicações implausíveis revelam criatividade, falta de noção e fixação por Bill Gates entre conspiracionistas.

Morcegos, cobraspangolins. Foram vários os animais que entram para lista de possíveis fontes do vírus Sars-CoV-2, causador da pandemia de Covid-19. O Mercado de Wuhan também foi alvo de investigações, apesar de, mais tarde, descobrir-se que não era o epicentro da crise de saúde pública.

Enquanto os cientistas se esforçam em estudos cuidadosos para encontrar a fonte do vírus, conspiracionistas de plantão não pensam duas vezes antes de publicar suas mais malucas teorias. Confira as mais bizarras:

Criado em laboratório

No início de março, Mahmoud Ahmadinejad, ex-presidente do Irã, tweetou que a Covid-19 era uma arma biológica desenvolvida em laboratório. O político chegou até a escrever uma  carta ao Secretário-Geral das Nações Unidas, o português a António Guterres, contando suas suspeitas. De acordo com ele, Bill Gates estava envolvido na “síntese do vírus”, com “grandes negócios” para a Fundação Bill e Melinda Gates em vista. O que ocorreu, na verdade, foi que o casal prometeu destinar milhões de dólares para combater a doença.

No dia 17 de março, um estudo publicado na Nature Medicine conclui que o vírus SARS-CoV-2 só pode ter evoluído naturalmente.

SARS-CoV-2 veio do espaço

Membro do Centro de Astrobiologia de Buckingham, o professor Chandra Wickramasinghe afirmou que a fonte mais provável do vírus Sars-CoV-19 era um meteorito que teria atingido o norte da China em outubro de 2019. Porém, nenhum traço do objeto foi encontrado no local sugerido e, como epidemiologistas mostraram, o novo coronavírus compartilha muitas semelhanças com os vírus da SARS e da MERS. Como um mircroorganismo extraterrestre teria evoluído da mesma forma que os patógenos encontrados na Terra?

Vírus, não. 5G

Ok, talvez essa seja a teoria mais absurda. Para muitos internautas, a Covid-19 não é uma doença viral, mas sim o efeito da implantação do 5G, a mais nova geração de telecomunicação móvel. Entre os conspiracionistas que acreditam nessa teoria está a cantora Keri Hilson, que divulgou tweets e vídeos em suas redes sociais explicando por que a hipótese seria plausível. Não demorou muito para que seus assessores apagassem o conteúdo. Sensatos.

Falando em tecnologia, os criadores da teoria não poderiam deixar de mencionar Bill Gates. Segundo essa teoria, o empresário estaria por trás de uma vacina contra a Covid-19 que, na verdade, seria um chip capaz de monitorar os “imunizados”.

A cura do coco

óleo de coco é um dos ingredientes de cozinha mais usados em receitas populares de hidratação e outros truques estéticos. Tornado multiuso, pessoas chegaram a acreditar que o extrato seria a cura da Covid-19. Apesar se ser rico em ácido láurico, gordura que pode atuar positivamente sobre o HDL (o colesterol bom) e em processos de defesa do nosso corpo, não há estudos que relacionem do óleo de coco com melhoras no quadro da infecção.

Cocaína, álcool e urina de vaca

A teoria sobre a cocaína começou a se espalhar na Europa após um tweet viralizar. A história chegou até o governo francês, que se deu ao trabalho de esclarecer nas redes sociais: “Não, a cocaína não protege contra a Covid-19”. Da mesma forma, outras teorias indicaram a ingestão de bebidas alcóolicas como medida preventiva (e ineficaz) ao vírus.

Mas um dos drinks mais bizarros veio da Índia. No país, um grupo de 200 pessoas bebeu urina de vaca ao participar de uma festa, posando para fotos ao lado de uma caricatura do novo coronavírus. As vacas são consideradas sagradas para o povo hindu e muitos acreditam que sua urina traz benefícios à saúde humana. Não há evidências de que ela previna ou cure a Covid-19.

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação