Habeas corpus de Lula é negado pelo Ministro de STF


O habeas corpus apresentado na manhã desta sexta-feira (6) pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi negado pelo ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ). O pedido havia sido protocolado às 7h. Nele, os advogados do petista contestavam um ofício enviado na última quinta-feira (5) pelo TRF-4 ao juíz Sérgio Moro, em Curitiba. O documento decretou a ordem de prisão de Lula, segundo informações de um dos advogados ao Globo News.

Caso não se apresente à Polícia Federal de Curitiba até às 17h, Lula perderá perder o direito de cumprir pena em prisão especial. Dessa forma, mesmo sem diploma superioro, o ex-presidente não ficaria em cela comum. No entanto, caso Lula não se entregue até o horário e no local estipulados pela decosão do juiz Sérigio Moro, perderá os benefícios.

De acordo com a Agência Estado, a Secretaria de Segurança Pública do governo Geraldo Alckimin (PSDB) ofereceu apoio à Polícia Federal para auxiliar em uma eventual operação para prender o petista, caso ele não se entregue. Em declaração à Agência Estado, o secretário  Mágio Alves informou que caberá à PF prender Lula, e não à PM paulista. “O que poderemos fazer, caso necessário, é agir para assegurar o livre trânsito e a ordem de modo geral. Já me coloquei à disposição do superintendente da PF neste sentido”.

Com informações da Agência Estado 

0 Comentário

Nenhum comentário

Seja o primeiro

Deixe um comentário

Ao clicar em ENVIAR, aguarde nossa avaliação